O dia que durou 21 anos

Sinopse: Documentário feito pela extinta TV Brasil sobre a verdade por trás do golpe militar do dia 01 de Abril de 1964, da influência americana no planejamento e execução do mesmo. “Povo que não conhece sua história está fadado a repeti-la.” Vídeo essencial para quem se interessa pela realidade desse momento crítico e sangrento de nossa história. Publicado em 2016

Pós-eleições: construindo a resistência – com Vladimir Safatle, Marilena Chaui, André Singer e Ruy Braga

Sinopse: O professor Ruy Braga convocou e coordenou o debate “Construindo a resistência” para dar início às reflexões pós-eleições de 2018. Realizado no dia 1 de novembro de 2018, na USP, o evento reuniu os professores André Singer (DCP-USP), Vladimir Safatle (DF-USP) e Marilena Chauí (DF-USP). Como o tamanho do público excedeu enormemente o previsto para a pacata sala 14 que havia sido reservada no Departamento de Sociologia, a atividade teve de ser transferida para o vão do prédio da História e Geografia da FFLCH-USP.

Escola sem Censura (Documentário)

Produção: Nomos Editora & Produtora Independente. 2018

Direção: Rodrigo Duque Estrada & Ricardo G. Severo

Sinopse: Documentário que explora o universo ultraconservador do PL Escola sem Partido e o processo de perseguição a professores. Também mapeia a rede de atores políticos e organizações ligados à extrema direita brasileira implicada na promoção do projeto.

A Elite do Atraso: da Escravidão à Lava Jato – Jessé Souza

Conversa Afiada com Paulo Henrique Amorim

Sinopse: “Jessé – parte 1: a Lava Jato afundou o Brasil! Publicado em 25 de set de 2017. Na nova edição da TV Afiada, Paulo Henrique Amorim entrevista o sociólogo Jessé Souza, que lança seu novo livro “A Elite do Atraso: da Escravidão à Lava Jato. Neste primeiro bloco, Jessé analisa as relações entre as classes sociais no Brasil e o papel da Lava Jato na atual crise econômica.

Sinopse: “Jessé – parte 2: “Classe média pensa que é elite.” Publicado em 26 de set de 2017. “No segundo bloco da entrevista à TV Afiada, o sociólogo Jessé Souza fala sobre a contribuição da Rede Globo e do PiG – o Partido da Imprensa Golpista – para o atraso do Brasil. O professor, autor do livro “A Elite do Atraso”, comenta também o ódio da classe média aos avanços sociais do governo Lula.

Sinopse: “Jessé, entrevista – Parte 3:  “Bolsonaro é o filho legítimo da Rede Globo!” Publicado em 27 de set de 2017. “Na terceira e última parte de sua entrevista à TV Afiada, o professor Jessé Souza fala sobre o papel de intelectuais como FHC e Sérgio Buarque de Holanda na construção do atraso no Brasil. Jessé também aborda o papel na mídia na construção do discurso anti-política e de figuras da extrema-direita.

Safatle: “Há um golpe militar em marcha no Brasil hoje”

Sinopse: A democracia se sustenta em cima de um sistema de balanças, do seu rompimento são gerados os governos autoritários, ou fascistas. Mas não se engane, não é porque recebem esse nome que tais governos são impopulares, e o Brasil corre hoje risco de assistir ao esmagamento do equilíbrio de pesos e contra-pesos da sua frágil democracia.
A análise foi levantada pelo filósofo e professor Vladimir Safatle, no debate “O fim da era dos pactos: violência política e novas estratégias”, organizado pela editora Boitempo na última semana. Ninguém acreditava, ninguém levava a sério o discurso do nazismo e sua ascensão, foi o que o pensador e sociólogo alemão Theodor Adorno identificou ao tentar entender o fenômeno, lembrou Safatle. (Jornal GGN)

Marilena Chauí explica o ódio na Brasil

Sinopse: Marilena Chauí, filósofa e professora emérita da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (USP), comentou o avanço da chamada judicialização da política que, em sua opinião, é o modus operandi da política neoliberal. “A judicialização que nós assistimos no Brasil não é um destempero de um bando de ignorantes, loucos, malucos, completamente servis. Essa coisa desmoralizante. Ela é a maneira mesma da política neoliberal. Judicializar é neutralizar a possibilidade de dar voz ao conflito e deixá-lo se desdobrar politicamente na sociedade”.

Dedo na Ferida – Documentário de Silvio Tendler

Sinopse: O último documentário de SILVIO TENDLER, produzido pelo SENGE – Sindicato dos Engenheiros do Estado do Rio de Janeiro, e da Frente Brasil Popular, tem uma hora e meia e é uma verdadeira aula de economia política do imperialismo e do capital financeiro. “Dedo na ferida”, um importante documentário de Silvio Tendler, disseca, em linguagem acessível a todos os públicos, o que o capital financeiro está fazendo no mundo com reflexos perniciosos para a maioria da população do planeta.