Artigo: 13 de maio, Dia da (NÃO) Abolição da Escravatura

Por RAPHAEL THIMOTHEO — Advogado e membro da Comissão de Igualdade Racial da OAB/DF e BEETHOVEN ANDRADE — Advogado e presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB/DF   O 13 de maio de 1888, apesar de marcar a data oficial do fim da escravatura no Brasil, na verdade, deu início à fantasiosa noção de que os negros seriam…

As concepções dos professores sobre a aprendizagem : rumo a uma nova cultura educacional

Entende que a globalização é o processo pelo qual as dimensões econômicas, sociais, políticas e culturais se interligam de maneira complexa e contraditória na medida em que se observa a eliminação de fronteiras e se constata a diversidade local. Adiciona que a desigualdade social e a má distribuição de renda nos países em desenvolvimento são marcas registradas da política neoliberal, já que aproximadamente 1 bilhão e meio de pessoas, ou seja, 1/4 da população mundial, vivem na pobreza absoluta. Afirma que tanto nos países do Sul quanto nos países do Norte as desigualdades na distribuição da riqueza crescem de maneira acelerada e as oportunidades para melhorar os padrões de vida da maioria da população se tornam cada vez mais inacessíveis. Nutre a esperança de que a construção das identidades e o respeito pela diferença façam com que todos os grupos, inclusive os minoritários, se unam em prol de um mundo melhor com a certeza de um futuro mais solidário. Até porque são incontáveis os grupos sociais que estão envolvidos nas trocas desiguais e que lutam para que sejam reconhecidos e respeitados em suas diferenças.