A tecnologia que confina o humano. Entrevista especial com Marildo Menegat

Por: João Vitor Santos | 29 Maio 2019   Quem já não se pegou boquiaberto com as respostas da assistente virtual Siri, da Apple, ou outra assistente qualquer como a Bia, do banco Bradesco? Mais do que dar a impressão de que já vivemos o futuro em que homens e máquinas convivem a todo instante, esses robôs revelam muito sobre a evolução humana…

Introdução ao pensamento de Frantz Fanon – Deivison Nkosi (CyberQuilombo)

CYBERQUILOMBO Queremos facilitar a aplicação da lei: 10.639/03 Com base na Lei nº 10.639, assinada e promulgada em 2003 que define que a temática afro-brasileira é obrigatória nos currículos dos ensinos fundamental e médio, pretendemos, a partir das oficinas e intervenções promovidas pelos oficineiros participantes do CyberQuilombo, aplicar pílulas de ações dentro das escolas que…

Depoimento do Professor Luiz Antonio Simas sobre a aula de história da Mangueira

Ainda sobre a Mangueira e sua aula de história, consideramos importante compartilhar o depoimento do Professor Luiz Antonio Simas (Professor e Historiador Brasileiro. Mestre em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro):

“Deixa eu dizer uma coisa importante: eu acho que o enredo da Mangueira não procurou contar a história dos heróis ignorados nas escolas, como li aqui. Não é isso. A maioria das professoras e professores de História não ignoram os personagens que Leandro traz.

Mão na Mão

Mão na Mão
(Márcio Faraco)

As águas nos olhos do seu Francisco
O chão vermelho de Salvador
João e José juntos correm risco
Ela não voltou da noite de horror

Pobres, índios e negros na mira
São sempre os mesmos suspeitos
O menino corre, o drone atira
E a televisão diz: “bem feito!”

Ninguém solta a mão de ninguém
Eu sei que a noite será escura
Um longo caminho, de dor e procura
Mas não podemos nos perder

Vão nos ouvir, vão nos perseguir
Vão querer nos calar, vão nos reprimir
Vão delatar, vão espionar
Vão tentar dividir para conquistar

Quando o silêncio chegar
Querendo nos impedir
Nunca deixaremos de cantar
Mão na mão vamos resistir

Ninguém solta a mão de ninguém
Eu sei que a noite será escura
Um longo caminho, de dor e procura
Mas não podemos nos perder

Ninguém solta a mão de ninguém
Eu sei que a noite será escura
Um longo caminho, de dor e loucura
Mas não podemos nos perder

Ninguém solta a mão de ninguém
Ninguém solta a mão de ninguém